sexta-feira, 10 de julho de 2009

Canção de Outono

Os soluços finos
Dos violinos
Do outono
Ferem meu peito
Fico desfeito
E tenho sono.
(trecho do poema Canção de Outono de Paul Verlaine traduzido por Nei Leandro de Castro, foto Sandra Porteous)

quarta-feira, 8 de julho de 2009

A Fortaleza dos Vencidos

De repente, sem nenhum aviso, o céu ficou escuro como os cabelos pintados da madame Cibele. Ela comparou a formação de nuvens com as tempestades interiores que a assaltavam de vez em quando, que estavam começando a inquietá-la. A chuva desabou sobre o mar e foi chegando, bela e assustadora. Os moleques que tomavam banho na praia saíram da água, tentando fugir, mas a chuva os alcançou e bateu em suas cabeças com pingos duros como cascudos. Já era tempo de chover, pensou madame Cibele, o calor estava de derreter o juízo,ao sol do meio-dia fritava-se carne de sol no calçamento.
(trecho do novo romance de Nei Leandro de Castro A Fortaleza dos Vencidos, foto Sandra Porteous)

terça-feira, 7 de julho de 2009

domingo, 5 de julho de 2009

Bolero

O amor se refletia
nos olhos claros da amante
em chamas de desespero
em clarões de diamante
na noite escura, absurda
infinita e agonizante.
(trecho do Bolero in Diário Íntimo da Palavra, Nei Leandro de Castro, foto Sandra Porteous)

sábado, 4 de julho de 2009

O Fígado do Jaguar

Em homenagem aos 50 anos de arte e boemia do cartunista JAGUAR.
Eu não quero os milhões que Maluf
malufou nos bancos da Suiça.
Não quero Camila Pitanga me dando colinho
até que eu fique com sono e com preguiça.
Eu não quero Deborah Secco molhadinha
sem calcinha, de fardinha escolar.
Eu quero, por favor, eu quero tanto
ter um fígado como o do Jaguar.
Não quero ter a mangueira do bombeiro
que apagou o lume da Oliveira.
Não quero estar na cama com Gisele
e o DiCaprio só filmando, de bobeira.
Não quero os milhões do Ronaldinho
nem a Juliana Paes para ser meu par.
Eu quero, por favor, eu quero muito
ter um fígado como o do Jaguar.
Eu não quero os poderes do Obama
nem o avião de marajá do presidente Lula.
Não quero brincar com Angelina Jolie
de mexe-mexe ou de pula-pula.
Do brigadeiro eu não quero o céu,
do almirante eu não quero o mar.
Meu amigos, meus inimigos, eu quero
ter um fígado como o do Jaguar.
Nei Leandro de Castro (foto Sandra Porteous)